FMI considera São Tomé e Príncipe economicamente razoável

 Resultado de imagem para FMI

São-Tomé, 24 de Mar (STP-Pres) - O director do departamento africano do FMI, David Owen,  anunciou, esta quinta-feira, na capital são-tomense, que São Tomé e Príncipe encontra-se numa situação económica razoavelmente boa comparada com os demais países vizinhos da região, soube-se, no país.
 
O anúncio surge na sequência de uma audiência entre o primeiro-ministro, Patrice Trovoada, e a equipa do FMI, liderada por Owen, que se encontra no país no âmbito da avaliações macro-económica que se prolongará em mais de uma semana. 
 
Durante o encontro,  as partes abordaram a concessão dos possíveis apoios ao país, a política orçamental, a dívida, tendo o chefe de governo enfatizado a necessidade do investimento em infra-estrutura, nomeadamente o porto e o aeroporto com "ideias muito claras e precisas sobre aquilo que se deve fazer", sublinhou Owen.
 
A equipa do FMI, tendo aproveitado a ocasião para apresentar ao chefe do governo são-tomense a nova chefe de divisão do departamento africano do MFI, aconselhou, na circunstância da abordagem macro-económica, para a necessidade de um equilíbrio financeiro, no sentido de não propiciar o recrudescimento da dívida.   
De acordo com Owen, no fim da missão de avaliação será apresentado dados sobre a situação macro-económica do país.
 
Fim/AD

 

 

 

  Av. Marginal 12 de Julho – S. Tomé

Cidade de São Tomé – Telefone: n.º (00239) 2 222087 / (00239) 2 2223431- C.P. n.º 12 - E-mail:

© STP-PRESS. Todos os direitos reservados. © - web designer: João Soares

:: Política | Sociedade | Economia | Cultura | Entrevista | Desporto | Quem Somos | Contacto |  Arquivo |  Fórum ::