Presidente do Parlamento são-tomense move queixa-crime contra dois deputados



São-Tomé, 18 Fev. ( STP-Press ) - O Presidente da Assembleia Nacional de São-Tomé e Príncipe, José Diogo apresentou uma queixa- crime contra dois deputados da oposição parlamentar, nomeadamente, Jorge Amado e Hélder Costa das Neves, ambos do MLSTP-PSD, acusados de crimes de abuso de poder, corrupção activa e falsificação de documentos, soube-se hoje de fonte parlamentar.

Apresentada quinta-feira ao ministério público a queixa-crime do presidente da AN, Assembleia Nacional, já provocou a reacção do deputado Jorge Amado, líder da bancada parlamentar do MLSTP-PSD que negou qualquer envolvimento no caso, tendo sublinhado trata-se de “uma intenção premeditada do Presidente da AN para pôr em causa a sua honra, dignidade e fazer silenciar a sua voz em defesa dos interesses dos são-tomenses”.

Na sua queixa-crime o Presidente da AN, José Diogo acusa os dois deputados de estarem alegadamente envolvidos num suposto acto de falsificação de documentos, nomeadamente, o bilhete de identidade, numa tentativa de facilitar a atribuição do passaporte diplomático ao filho do deputado Hélder das Neves, na sequência do pedido feito pelo deputado Jorge Amado, na qualidade do líder parlamentar.

A nota da acusação do Presidente da AN faz ainda referencia que a falsificação do bilhete de identidade visava apenas reduzir a idade do filho do deputado em causa, para que o mesmo fosse considerado menor e beneficiar do passaporte diplomático em sua viagem ao estrangeiro no âmbito das prerrogativas parlamentares.

No exercício do seu direito de resposta, o deputado Jorge Amado sublinha, em comunicado de imprensa que “nada tenho a ver com este assunto”, tendo considerado “ mais uma manobra” do partido no poder na tentativa de intimidar e “abafar a oposição”.

Quanto a acusação sobre a falsificação de bilhete de identidade a favor de um filho do deputado do MLSTP-PSD, Jorge Amado alega que, na qualidade de líder parlamentar, “não lhe cabe conhecer todas as mulheres e os filhos ou outros elementos do agregado familiar dos deputados na sua bancada nem tão pouco exigir qualquer identificação dos mesmos”.

“ A bancada parlamentar é apenas um veio para fazer chegar aos serviços da Assembleia Nacional qualquer tipo de solicitação dos deputados” – argumentou Jorge Amado que também decidiu interpor uma queixa-crime contra o Presidente da Assembleia, José Diogo por alegada injuria e difamação e consequente indemnização pelos dados causados.

Fim/RN

 

 

 

  Av. Marginal 12 de Julho – S. Tomé

Cidade de São Tomé – Telefone: n.º (00239) 2 222087 / (00239) 2 2223431- C.P. n.º 12 - E-mail:

© STP-PRESS. Todos os direitos reservados. © - web designer: João Soares

:: Política | Sociedade | Economia | Cultura | Entrevista | Desporto | Quem Somos | Contacto |  Arquivo |  Fórum ::