Eduardo dos Santos arruma a casa visando as eleições de 2017, apostando em João Lourenço

Dos enviados especiais da STP-Press Manuel Dênde e Lourenço da Silva

Luanda, 24 ago. (STP-Press) – O Presidente angolano José Eduardo dos Santos prossegue com a reestruturação da Direcção Política do MPLA, partido no Poder em Angola, optando pela renovação do Comité Central (Órgão de Coordenação) e da substituição do seu Vice-presidente e do Secretário-geral, que recaíram sobre a figura de João Lourenço (actual, ministro da Defesa Nacional) e de Paulo Kassoma (ex-primeiro-ministro e ex-presidente da Assembleia Nacional), respectivamente.

A eleição de João Lourenço, antigo Secretário-geral (em tempos idos) para Vice-presidente e Paulo Kassoma em substituição de Dino Matrosse ocorreu na primeira reunião do novo Comité Central que decorreu no complexo de Futungo-II (em Luanda) e sob a presidência do Presidente José Eduardo dos Santos.

Na perspectiva de garantir a ordem, disciplina e transparência no seio do MPLA, o Comité Central preocupou-se em eleger também, novos membros da Comissão de Disciplina e de Auditoria e aqui, destacam-se seus Coordenadores, nomeadamente, Carlos Pinto, coordenador e João Batista Kussumua, Coordenador Adjunto da Comissão de Disciplina e de Auditoria, respectivamente.

Na cerimónia de abertura, o Presidente José Eduardo dos Santos recordou aos membros do Novo Comité Central que a escolha de novas estruturas inserem-se na sua Moção de Estratégia, a quem pediu, de facto, apoio já declarado na sessão do VII Congresso e que visa, entre outros, ganhar as eleições de 2017, mudar Angola e fortalecer a democracia neste país afro-lusófono.

Ao todo, dos membros do Bureau Político, incluindo o Presidente Eduardo dos Santos, são 13, com destaque para Vice-presidente, João Lourenço e Paulo kassoma. No secretariado do Comité Central, sublinha-se que Dino Matrosse, ex-Secretário-geral foi designado chefe do Departamento de Relações Internacionais, e Joana Lina, único rosto feminino dessa prestigiada estrutura foi indicada pelos seus pares para Secretária de Administração e Finanças do Secretariado do Comité Central.

As figuras ora eleitas, sublinha-se trata-se de pessoas que são colaboradores directos, na prática, converter-se-ão em principais colaboradores do Chefe de Estados enquanto Presidente do partido.

E eles foram eleitos na sessão em que os membros do Comité Central (CC) aproveitaram para elegerem um novo Bureau Político e do Secretariado do Comité Central (Órgão de Execução das acções orientadas pelo C.C.).

Realça-se no entanto que antes dessa profunda reestruturação, o próprio Presidente José Eduardo dos Santos deu exemplo, e sujeitou-se ao crivo dos militantes no VII Congresso, onde viu-se reeleito com cerca de 2.543 votos, cinco contra e cinco abstenção.

E no âmbito dessa reestruturação, sublinha-se que a hierarquia do MPLA vê-se bastante reforçada, passando a ter a seguinte composição: 1º Presidente José Eduardo dos Santos; 2º João Manuel Gonçalves Loureço; 3º António Paulo kassoma; 4º Carlos Pinto (Coordenador da Comissão de Disciplina e 5º João Kussumua (Coordenador Adjunto da Comissão de Disciplina).

Novidade neste processo de votação do Comité Central, foi a utilização de voto electrónico para os membros do Comité Central.
Antes da votação, cada delegado teve oportunidade de ver e conhecer o perfil e um dossiê detalhado sobre cada candidato.
Sublinhamos que para este conhecimento colectivo, a Comissão de Candidatura do Congresso ofereceu aos delegados um vídeo destacando a trajectória de cada candidato.

A utilização de voto electrónico, sim, veio a facilitar as coisas e imprimiu uma nova dinâmica e rapidez no processo de votação e a economização  de tempo.
A luz da reestruturação em curso no partido governamental, aqui em Luanda, nos bastidores, já se admite uma provável remodelação governamental, sobretudo, para compaginar a Moção de estratégia de Eduardo dos Santos, que, na prática vai imprimir uma nova dinâmica na governação cujo propósito é ganhar as próximas eleições, onde estarão em jogo as legislativas e as presidenciais numa só lista conforme estabelece a Lei Constitucional de Angola.

Fim/MD/LR

 

 

 

  Av. Marginal 12 de Julho – S. Tomé

Cidade de São Tomé – Telefone: n.º (00239) 2 222087 / (00239) 2 2223431- C.P. n.º 12 - E-mail:

© STP-PRESS. Todos os direitos reservados. © - web designer: João Soares

:: Política | Sociedade | Economia | Cultura | Entrevista | Desporto | Quem Somos | Contacto |  Arquivo |  Fórum ::