Política

José Eduardo preside VIIº Congresso do Movimento Popular de Libertação de Angola, MPLA

Dos enviados especiais da STP-Press, Manuel Dende (texto) e Lourenço Silva (fotografia)

Luanda, 18. 08.16-O Presidente angolano José Eduardo dos Santos, procedeu, esta quarta-feira, em Luanda, abertura do VII congresso do seu partido, Movimento Popular de Libertação de Angola, MPLA.

A cerimónia inaugural da Magna reunião do MPLA, Partido no Poder em Angola, e que decorre sob o lema “’MPLA com o povo, rumo a Vitoria’’ teve lugar no Centro de Conferencia de Belas, em Luanda.
 
A cerimónia de abertura da reunião Magna contou com cerca de 1.600 delegados, convidados de partidos amigos, entre eles, o MLSTP conduzido pelo seu presidente, Aurélio Martins, outros partidos membros dos PALOP, como a Frente de Libertação de Moçambique, FRELIMO, Partido Africano para Independência da Guiné-Bissau e o Partido Africano para a independência de Cabo Verde, PAICV, e o histórico Aliança Nacional do Congresso de Nelson Mandela (da Africa do Sul).

Da Lusofonia, destacamos dois, designadamente: Centro Democrático e Social e Partido Comunista de Português (PCP-ambos de Portugal e Partido Social Democrático e Partido Social democrático Brasileiro (ambos do Brasil).

Dos delegados representados na reunião Magna do MPLA, que, tem 60 anos de existência e 40 anos de governação de Angola, foram selecionados, pessoas vindas dos comités de base, municípios (distritos) e das 18 províncias deste pais de sub-região de Africa Central


A STP-Press sabe que a média de idade dos congressistas varia-se entre 40 a 60 anos e 82 anos, e a idade mais velha, cabendo a representação da província de Luanda e o contrário da mesma idade cabe, também, e pertença da capital angolana, com um delegado com apenas 20 anos, membro da JMPLA.

Vários estratos sociais estão representados no certame, desde analfabetos que o MPLA lamenta ainda a sua existência, operários, funcionários públicos, empresários, e camponeses.

A reunião máxima do conhecido partido dos ‘’camaradas’’ de Angola visa reestruturar o MPLA preparando-o para desafios eleitorais que se apresentam –se em breve, nomeadamente eleições legislativas e presidenciais, os quais pressupõe a renovação dos membros do Comité Central(estrutura de coordenação directiva do partido no intervalo do Congresso) que poderá afectar de mais de 60 % de pessoas mais idosas, entre elas, alguns dos antigos guerrilheiros, um facto que esta a gerar uma grande expectativa no seio da Sociedade angolana.

E também expectável para esta mesma Sociedade e para o Mundo a eventualidade de Eduardo dos Santos, actual líder do partido prescindir-se da vida politica activa, para qual a opinião publica espera a confirmação dos delegados.

A propósito, sabe a STP-Press sabe que espera -se a inclusão de mais de 100 novos membros para o Comité Central, estrutura máxima directiva um Órgão que tem como total cerca de 311.

Convém assinalar que o MPLA prepara-se para as eleições legislativas e presidenciais de 2018, onde o actual presidente anunciou ano transacto a sua retirada da vida politica. Sim, interessa saber se o congresso ratificará o desejo de Eduardo dos Santos.

A propósito, o chefe de Estado de Angola, e presidente do MPLA, ao proferir o seu discurso de abertura, referiu-se aos vários desafios que esperam o MPLA, partido que tem cerca de 60 anos e governo Angola desde 11 de Novembro de 1975.

MPLA tem, igualmente, em cima da mesa para discussão, a sua Mocao de estratégia. Nessa perspectiva, caberá ao actual presidente e candidato unico a liderança do partido encabeçar a discussão dessa Mocao de estrategia.

Juliao Mateus ‘’ Dino Matross’’ revelou em conferência de imprensa, quarta-feira, na capital Angola, Luanda, que a Mocao de estratégia será defendida pelo presidente Eduardo dos Santos, e que a Mocao de estratégia comporta, entre outros, linhas mestras, visando ultrapassar a crise em que Angola vive, e relançar o desenvolvimento.

A mocao de Estratégia será discutida esta quinta-feira. E a sua discussão será feita por especialidade, devendo os delegados serem subdivididos por grupos, dos quais se destacam grupos de estratégia, discussão dos Estatutos, e de mandatos.



Porem, durante o dia de hoje, quarta-feira, a discussão da Mocao de estratégia insere –se numa agenda que comporta 5 pontos, entre eles, analise e discussão e aprovação do relatório do Comité Central cessante; 2. Analise, discussão dos Ajustamentos aos Estatutos do MPLA; 3. Analise e discussão da Mocao de Estratégia do candidato líder do Partido e 4. Processo eleitoral, comportando eleição do Presidente e do Comité Central assim como análise discussão e aprovação dos documentos finais resolução geral e Mocoes.

Dos desafios, José Eduardo dos Santos, afirma que o seu partido tem em vista preparar – se para o pleito de 2018 e que espera ganhar porque MPLA ‘’ nunca abandonou o povo’’. MPLA trabalha com o povo e quando trabalha, faz’’.

Nessa trajetória de governação e com um mercado internacional adverso, onde o petróleo teima em não aumentar o preço, José Eduardo dos Santos reitera que a solução passa pela diversificação de produtos e recursos internos, proferiu um discurso sob forte aplauso dos congressistas durante cerca de 40 minutos, e acredita que MPLA vai ganhar as eleicoes porque MPLA nunca combateu contra o povo’’, mas antes dissera que ‘’ construímos um grande partido, um partido que não e do sul, não e do norte, não e do Leste, mas de toda Angola, de Cabinda ao Cunene. Um partido para todos os angolanos, sem distinção de raça, tribo, credo religioso ou nível cultural e académico’’.

 Pode ser que o MPLA, /admitiu, confrontar -se com alguns constrangimentos, sobretudo, erros . Erros, que segundo um partido sustenta que ‘’’só não erra quem não trabalha’’
 
Fim/MD

 

 

 

  Av. Marginal 12 de Julho – S. Tomé

Cidade de São Tomé – Telefone: n.º (00239) 2 222087 / (00239) 2 2223431- C.P. n.º 12 - E-mail:

© STP-PRESS. Todos os direitos reservados. © - web designer: João Soares

:: Política | Sociedade | Economia | Cultura | Entrevista | Desporto | Quem Somos | Contacto |  Arquivo |  Fórum ::