Política

Evaristo Carvalho e Pinto da Costa vão

a 2ª volta das presidenciais

São-Tomé, 22 Jul - O Tribunal Constitucional de São Tomé e Príncipe acaba de anunciar que os candidatos as presidenciais, nomeadamente, Manuel Pinto da Costa e Evaristo Carvalho foram admitidos provisoriamente a um segundo sufrágio, como os mais votados nas eleições de domingo em São-Tomé e Príncipe, - soube-se hoje junto do Tribunal.

Um edital do Supremo Tribunal de Justiça, que exerce também as funções de Tribunal Constitucional, tornou público que Pinto da Costa e Evaristo Carvalho são “os candidatos às eleições presidenciais, provisoriamente admitidos como os mais votados ao segundo sufrágio”.

Os responsáveis das candidaturas do actual presidente Manuel Pinto da Costa e de Evaristo Carvalho chegaram na sexta-feira a acordo sobre o posicionamento dos dois candidatos nos boletins de voto e vão disputar a segunda volta das presidenciais de São Tomé e Príncipe a 7 de Agosto.

A publicação do Tribunal feita sexta-feira em edital, surgiu 24 horas depois da Comissão Eleitoral Nacional, CEN ter anunciado a hipótese para uma segunda volta das eleições presidenciais de domingo como consequência da votação de quarta-feira numa mesa de voto na localidade de Maria Luísa no Distrito de Lembá e de outros dados da diáspora.

Esta comunicado de quinta-feira da Comissão Eleitoral Nacional sobre alteração nos resultados das eleições de domingo, veio contrariar o primeiro anúncio feito, nas primeiras horas de segunda-feira pela própria Comissão Eleitoral Nacional que indicava o candidato Evaristo Carvalho como vencedor, a primeira volta com mais de 50 por cento de votos nas eleições de domingo em São Tomé e Príncipe.

Face as alterações dos resultados por parte da Comissão Eleitoral Nacional, as candidaturas de Manuel Pinto da Costa e de Maria da Neves exigem a destituição da Comissão Eleitoral Nacional, bem como os partidos da oposição, nomeadamente, o MLSTP-PSD e MDFM-PL que também pedem a dissolução da Comissão.

Reagindo as declarações da oposição, o partido no poder ADI, que reafirma confiança na Comissão Eleitoral, considera tratar-se de uma atitude de “maus perdedores” uma vez que “ não querem aceitar a vontade do povo soberano».

«Quem deveria fazer muito barulho e reclamações, é o senhor Evaristo Carvalho e a sua candidatura, porque na madrugada de segunda-feira a CEN havia provisoriamente anunciado como vencedor e com mais de 50 dos votos, o senhor Evaristo de Carvalho», disse Levy Nazaré o secretário geral da ADI.

Fim/RN

 

 

 

  Av. Marginal 12 de Julho – S. Tomé

Cidade de São Tomé – Telefone: n.º (00239) 2 222087 / (00239) 2 2223431- C.P. n.º 12 - E-mail:

© STP-PRESS. Todos os direitos reservados. © - web designer: João Soares

:: Política | Sociedade | Economia | Cultura | Entrevista | Desporto | Quem Somos | Contacto |  Arquivo |  Fórum ::