Deputados da oposição em confronto verbal com

primeiro ministro são-tomense

São-Tomé, 20 Dez ( STP-Press ) -  Além de questões colocadas ao primeiro-ministro e chefe do governo, Patrice Trovoada, os deputados da oposição parlamentar são-tomense, MLSTP-PSD, PCD e UDD teceram duras críticas e acusações contra o Executivo do ADI no poder, durante o debate sobre estado da Nações segunda-feira em São-Tomé.

O debate parlamentar iniciou com o discurso de Patrice Trovoada que reconheceu algumas melhorias durante a sua governação com particular realce para a extensão da energia elétrica por quase todo o País, tendo também sublinhado haver “ ainda muito por fazer” para se atingir o desenvolvimento sustentável.

Além da grande dependência do arquipélago a ajuda externa, o primeiro-ministro sustentou que a actual conjuntura da crise financeira internacional tem influenciado o programa de desenvolvimento nacional devido a redução clara dos tradicionais apoios bilaterais e multilaterais.

«A Nigéria, Angola, Gabão, Guiné Equatorial, responsáveis por uma ajuda global entre dons e empréstimos, incluindo as receitas de privatização nos últimos anos, encontram-se mergulhados numa profunda crise que resultam essencialmente da queda do preço do petróleo», disse Patrice Trovoada.

Contrariando os argumentos de Trovoada, os deputados da Oposição, como por exemplo Jorge Amado e Maria das Neves do MLSTP-PSD, teceram duras críticas contra a governação do primeiro-ministro, sobretudo, em alegado “excesso de viagem” sem proveito para o País.

Um outro deputado da oposição, PCD, Gil Costa acusou Patrice Trovoada de “violar as leis” da República, exemplificando que o executivo do ADI tem implementado vários acordos sem assentimento da Assembleia Nacional.

A oposição questionou ainda sobre um empréstimo de 30 milhões de dólares a uma empresa da China Popular, 17 milhões dólares do fundo koweitiano, bem como compra de navios não previamente orçamentado, dentre outras denúncias.

Além de ter defendido que as viagens são necessárias, Patrice Trovoada negou quaisquer irregularidades nos empréstimos, tendo sustentado tratar-se de meios de investimentos visando o relançamento da economia do País.

Do outro lado, os deputados do ADI, congratularam-se com o desempenho “positivo” do governo de Patrice Trovoada, tendo por exemplo sustentado que “ o chefe do governo deve viajar em busca de soluções e meios financeiros” para resolução dos problemas com que o País enfrenta.

Fim/RN

 

 

 

  Av. Marginal 12 de Julho – S. Tomé

Cidade de São Tomé – Telefone: n.º (00239) 2 222087 / (00239) 2 2223431- C.P. n.º 12 - E-mail:

© STP-PRESS. Todos os direitos reservados. © - web designer: João Soares

:: Política | Sociedade | Economia | Cultura | Entrevista | Desporto | Quem Somos | Contacto |  Arquivo |  Fórum ::